PROJETO CULTURAL ABERTURA

  EM PROL DA ÉTICA PARA UM MUNDO MELHOR
BEM-VINDO(A) E OBRIGADO PELA VISITA !
 
 
 
 
A PAZ E O FIM DA VIOLÊNCIA
 

A falta de estrutura consciencial, ou sua desestruturação, resultam em ambições extremadas e fortemente egoístas, usurpando o direito e liberdade alheia em relação a pessoas ou bens, apodera-se à força de tudo aquilo a que não tem direito - esta é a razão da violência.
O inconformismo perante as diferenças dos potenciais individuais, numa tentativa de superar os próprios limites pessoais, encontra na violência a possibilidade de auferir poder ou posse, apesar de ilícita e criminosa. O medo gerado pela violência, ao privar direitos e inibir a liberdade, destrói vidas. A coibição à violência, desde sempre, consiste no princípio da autoridade imposta através da violência e, portanto, causadora de mais violência. A instauração do estado de paz é o antídoto à violência instituída, cujo fundamento é o exercício de uma virtude, e não de uma política de coerção imposta pela força. A paz constrói-se com a mansidão!
A paz só se atinge estruturalmente - começa no indivíduo e deste para a sociedade. Uma educação estruturada no espírito da mansidão é a única via capaz de combater a violência, e assim, facultar a paz e o direito de viver.


Fernando Figueirinhas


 
 
 
 
© Copyright
Projeto Cultural Abertura
All rights reserved