PROJETO CULTURAL ABERTURA

  EM PROL DA ÉTICA PARA UM MUNDO MELHOR
BEM-VINDO(A) E OBRIGADO PELA VISITA !
 
 
 
 
DIREITO OU NÃO AO PORTE DE ARMA PARA DEFESA PESSOAL
 

Muitas são as pessoas que se acham no direito de portar arma para defesa pessoal. As justificativas são várias; sobretudo, a de que a falta de uma segurança ostensiva permite-lhes o direito de zelarem pelas próprias vidas. Aparentemente legitimada pelo direito de preservação ...da vida, e colocando de lado a questão jurídica, por enquanto, esta atitude não só pode colocar em risco a vida das pessoas que assim pensam como também contribuir para o aumento da criminalidade. Não se trata aqui de negar a falta de um dever de estado – que muitas das vezes, pelos mais variados motivos, não é cumprido -, mas sim, de apelar para o bom senso das pessoas. Se os civis não mais usarem armas, a criminalidade com imposição de armas simplesmente deixa de existir. Portanto, legitimidade esta que perde o sentido. O porte de arma implica numa licença prévia, sem a qual se torna ilegítimo, constituindo-se em crime. A sensação subjetiva de segurança pelo porte de arma nada mais é que pura ilusão, cujas conseqüências catastróficas acabamos de assistir. Sem armas a criminalidade à mão armada extingue-se! A violência vence-se pela força da paz!

Fernando Figueirinhas.


 
 
 
 
© Copyright
Projeto Cultural Abertura
All rights reserved